Reiki

Por L. Abrantes

O que é o Reiki?

Reiki é um sistema de cura espiritual ou medicina “energética” que consiste na imposição de mãos sobre o corpo ou a uma curta distância. A palavra deriva do Japonês Rei que significa “universal” e Ki que significa “energia vital”. [1]

O Reiki purifica, dissolve bloqueios emocionais, reforça e restabelece os circuitos normais da energia. Facilita o fluxo da força vital necessária ao reequilíbrio do organismo. (…) Ao transmitir Reiki a outras pessoas, a energia que flui através do terapeuta é captada pela pessoa que a recebe em função das suas necessidades, sem interacção entre as energias individuais de cada um.

O tratamento consiste numa sessão mais ou menos de uma hora, onde o paciente está deitado sobre uma mesa de massagem e sobre o qual o terapeuta transmite a tal energia curativa através das mãos, tocando ou não na pessoa. [1]
 
Os praticantes de Reiki acreditam que através da manipulação de uma energia universal podem provocar a cura e o bem-estar nos humanos, animais e plantas. Esta energia universal é transmitida através das mãos dos terapeutas de Reiki quando este coloca as palmas sobre ou próximo do recipiente. Aparenta ser uma forma de cura espiritual. Apesar de não se entender como uma religião, há uma confluência de filosofias que têm por base o pensamento religioso indiano e oriental. É uma síntese entre Budismo e Hiduismo, onde os Chakras e o Karma são elementos importantes. [1]
.
Para além de partir das concepções vitalistas orientais, o Reiki parte de princípios e práticas éticas com um profundo sentido espiritual senão religioso. É neste sentido que a Igreja Católica proibe a prática nas suas instituições nos EUAafirmando que o Reiki é incompatível com a doutrina cristã e com a evidência científica.
..
História e Difusão
.
Calcula-se que o Reiki terá surgido no Japão no final do século XIX e início do século XX por Mikao Usui durante um período de jejum e meditação no Monte Kurama. Foi introduzido nos Estados Unidos em 1937 por Hawayo Takata, tendo sido ela a principal praticante e difusora da terapia até à sua morte nos anos 80.[3] 
.
Como a maioria das práticas New Age, conhece um grande desenvolvimento nas décadas seguintes. Actualmente, um dos grandes divulgadores desta prática é o Dr. Oz, celebrizado pelo programa da Oprah Winfrey. [2]
.
..
O Reiki entra em Portugal, mais precisamente pelo Algarve,  nos últimos anos da década de 80 pela mão de terapeutas alemães e holandeses. Será só uma década depois que começam a surgir os primeiros terapeutas portugueses, todos eles formados no estrangeiro. [4]
.
Reiki e a Medicina 
.
O Reiki existe como terapia complementar nos Hospitais de S. João no Porto, nos Hospitais Universitários de Coimbra, Hospital Garcia de Horta em Almada e Instituto Português de Oncologia em Lisboa.
.
Tanto a Associação de Reiki Portuguesa como a Escola Portuguesa de Reiki rejeitam a ideia de diagnósticos e curas de doenças graves e recomendam a prática de Reiki como complemento aos tratamentos convencionais. O Reiki não deve ser entendida como capaz de substituir terapias médicas convencionais e que de maneira alguma deverá ser usada de forma exclusiva.
.
A E.P.R. afirma, no entanto,  “o Reiki foi útil pelo contributo prestado no alívio das mais diversas doenças conhecidas, incluindo alguns problemas graves, tais como: esclerose, problemas de coração, cancro, doenças de pele, cortes, ferimentos, ossos partidos, dores de cabeça, febres, constipações, gripes, rouquidão, queimaduras, cansaço, impotência, falta de memória, complexos de inferioridade, etc. “
.
Evidência clínica
.
Existem, de facto, vários testes clínicos de Reiki e o seu resultado sugere que esta abordagem pode ser benéfica para uma série de condições. Mas como parece ser a norma da avaliação clínica das terapias ditas alternativas, os testes que são positivos evidenciam uma série de falhas metodológicas. Por exemplo, muitos deles comparam pacientes que receberam reiki enquanto outros não receberam qualquer forma de tratamento. O que significa que ficamos sem saber se o efeito positivo do grupo que foi submetido a Reiki pode ser devido ao efeito placebo ou à atenção que foi dada a esses pacientes e não à intervenção do Reiki.
.
Uma análise à evidência científica é, no entanto, pouco favorável ao uso do Reiki para além do placebo. 
.
.
FONTES: 
.
1 Trick or Treatment , Edzard Ernst e Simon Singh
.